Acesse Cadastre-se

Boas Práticas

Conheça o nosso banco de boas práticas em gestão pública, composto por experiências mapeadas em diversos estados e municípios brasileiros.

Educação
Educação; Ceará; Sobral; alfabetização
Educação em Sobral

Público Alvo

Alunos das escolas públicas de Sobral.

Objetivos

Garantir a alfabetização de crianças e jovens do município de Sobral-CE.

O objetivo principal do programa educacional de Sobral foi alcançar 100% de alfabetização das crianças de até sete anos de idade.

O segundo objetivo era de recuperar o nível de alfabetização daquelas crianças que já haviam passado pelo primeiro ano.  O projeto visava também reduzir a distorção idade-série no município.

Como funciona

Por meio de uma parceria com o Instituto Ayrton Senna, várias políticas de educação foram alteradas, tais como:

(1) aumento de tempo na escola de 8 para 9 anos;

(2) criação de treinamentos contínuos para professores; 

(3) pagamento por desempenho para os professores;

(4) criação de métricas e procedimentos para alinhamento entre ações e objetivos na educação.

 

Principais ações adotadas para a realização do projeto:

·      Padronização da matriz curricular, sistematização de materiais utilizados em sala de aula e alinhamento do conteúdo programático diário. Contudo, os professores tinham certa flexibilidade sobre como ministrar o conteúdo;

·     Avaliação externa semestral das competências de leitura, escrita e matemática. Esse acompanhamento era feito por meio de exame municipal independente;

·     Gestão por resultados (usando metodologia PDCA) aplicada às escolas de modo a acompanhar a evolução dos estudantes com base no seu desempenho na avaliação externa supracitada, frequência nas aulas, número de horas de estudo, dentre outros indicadores;

·    Aperfeiçoamento contínuo de professores por meio de parcerias com ONGs como o Instituto Ayrton Senna, e a Fundação Alfa e Beto;

·       Pagamento variável condicionado ao desempenho nas avaliações externas, tanto para professores quanto diretores, mensurados com base no nível de alfabetização dos alunos de cada sala ou escola respectivamente. A remuneração variável foi definida como sendo de 10% do salário no máximo; 

·     Reuniões de acompanhamento e alinhamento, feitas semanalmente dentro de cada escola (professores, coordenadores pedagógicos e direção) e semestralmente para todo o grupo de escolas (professores, coordenadores pedagógicos e diretores de diferentes escolas do município com membros da Secretaria de Educação);

·     “Nucleação” de escolas, concentrando alunos em unidades com maior capacidade física;

·         Expansão do regime integral e alocação compulsória de alunos com mais dificuldade.

·    Aumento do ciclo escolar de oito para nove anos no Ensino Fundamental, possibilitando assim aos alunos um maior tempo de exposição às práticas pedagógicas.

Resultados

 ·       Em 2014, Sobral conseguiu atingir apenas 2% de alunos com atraso escolar (um valor bem inferior à taxa de 57,5% em 2000) e apenas 4% dos alunos até o terceiro ano do ensino Fundamental I não sabiam ler (comparado com 48% em 2000).

 

·      Em 2005, Sobral saltou de 4,0 pontos na escala IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, de 0 a 10) para 7,8 pontos em 2013. Ao mesmo tempo, o IDEB das públicas brasileiras aumentou de 3,6 para 4,9, pontos, e o das escolas privadas evolui de 5,9 para 6,7.

 

·    Em Língua Portuguesa, os alunos do 5º ano de Sobral tiveram um desempenho estatisticamente significativo de 52,27 pontos superior ao resto do país na Prova Brasil entre 2005 e 2011; já em Matemática, a diferença foi de 75,52 pontos para o mesmo período.

 

·    O resultado do programa de Sobral estimulou a criação do PAIC (Programa de Alfabetização na Idade Certa) implementado em todo o Estado do Ceará e inspirou mais de 5.300 municípios por todo o Brasil.


·     Sobral ganhou em 2006 o Prêmio Inovação em Gestão Educacional, promovido pelo (Inep/MEC) com apoio da UNESCO.

Implantação

Início
2000