Acesse Cadastre-se

Notícias mais gestão

Fique por dentro das últimas notícias em economia, gestão pública e temas relacionados.

30 Maio 2018 ANS, Claudio Gastal, Saúde

MBC promove debate sobre saúde pública e suplementar

O médico Confúcio Moura, ex-governador de Rondônia e a diretora de Fiscalização da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), Simone Freire, estiveram reunidos no painel Governo estadual: governança e gestão pública, durante o  Congresso Internacional de Serviços de Saúde (CISS) evento da Hospitalar 2018, ocorrida em São Paulo (SP). O debate, ocorrido na quinta, 24, foi mediado pelo presidente executivo do Movimento Brasil Competitivo, Claudio Gastal.

Governador de Rondônia por duas gestões (2010 a março/2018) e também prefeito de Ariquemes (RO), Confúcio Moura falou da importância do papel do gestor público com a responsabilidade fiscal, pois o investimento ou não em saúde depende disso para atender as demandas da população nessa área. Por outro lado, no âmbito municipal a preocupação se dá principalmente da garantia de serviços pelo sistema da atenção básica. Segundo ele, nos dois casos deve se ter uma preocupação com o orçamento para que não haja desperdício. Outro ponto a ser obervado, segundo Moura, seria a questão de uma revisão do marco legal e da distribuição dos recursos para a área de saúde nos três níveis governamentais. Ele defendeu uma maior descentralização de recursos e também um debate sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), pois conforme o ex-governador, não é possível atender a todos como preconiza o sistema atual.

A diretora de Fiscalização da ANS, Simone Freire, também defendeu um debate profundo sobre a revisão legal, evolvendo o SUS e também os planos de saúde complementares. Ela defendeu que essa é uma discussão fundamental para manter um serviço de melhor qualidade ao cidadão, inclusive levando em conta as diferenças regionais como preços cobrados e serviços prestados.

“Não temos como pensar em um debate sobre a saúde no Brasil sem levar em consideração esses dois atores, SUS e saúde complementar”, resumiu o mediador do painel, Claudio Gastal. Conforme ele, ficou claro a necessidade do papel de ambos.

O Congresso Internacional de Serviços de Saúde (CISS) é um dos principais eventos entre os mais de 40 seminários, workshops e encontros de conteúdo especializado em saúde, realizados no âmbito da feira.

Assessoria de Comunicação Social do MBC