Acesse Cadastre-se

Notícias mais gestão

Fique por dentro das últimas notícias em economia, gestão pública e temas relacionados.

09 Julho 2018 Conselho de Desburocratização

Governo Federal conclui 78 medidas de desburocratização

Os integrantes do comitê executivo do Conselho Nacional de Desburocratização estiveram reunidos nesta quinta-feira, 5, em Brasília, para discutir temas prioritários de atuação do grupo e os resultados que já foram alcançados. Os destaques colocados pelos membros foram o INSS Digital, o E-Social e outros serviços que passaram a ter plataformas digitais desde o ano passado. O presidente executivo do MBC, Claudio Gastal, participou das discussões.

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, Edison Garcia, destacou a plataforma do INSS Digital, que já foi implantada em alguns municípios do país. Segundo ele, a plataforma possibilitou que 38 milhões dos atendimentos mensais realizados sejam feitos virtualmente. Para Garcia, esse mecanismo é um sistema que converge interesses da sociedade civil e do governo, pois economiza tempo e recursos.

Outros serviços digitais do governo que já estão em funcionamento foram apresentados pelo secretário do Ministério do Planejamento, Gestão e Desenvolvimento, Luis Felipe Monteiro. Desde o ano passado, já foram concluídas 78 medidas de desburocratização e outras 71 estão em processo de implementação. Entre os serviços destacados estão as plataformas Simplifique e Serviços, o Documento Nacional de Identificação e o SICAF Digital.

O serviço de alistamento militar pela internet já economizou R$ 299 milhões desde a sua implementação. Outros serviços, como o passe livre e o SICAF Digital já possibilitaram uma economia de cerca de R$ 70 milhões. A meta é que até 2019 mais 850 serviços sejam digitalizados com o objetivo de diminuir a burocracia.

Segundo o presidente executivo do Movimento Brasil Competitivo, Claudio Gastal, todos esses serviços são essenciais para a eficiência do Brasil. Completou, entretanto, que é importante investir também em comunicação, para que a sociedade tome conhecimento dos serviços existentes. “Não adianta ter serviços digitalizados e continuar com propagandas que mostram jovens caminhando até as juntas militares para se alistarem”, disse Gastal.

Assessoria de Comunicação Social do MBC