Acesse Cadastre-se

Notícias mais gestão

Fique por dentro das últimas notícias em economia, gestão pública e temas relacionados.

07 Maio 2018 Jorge Caldeira, Conselho Superior

Historiador Jorge Caldeira analisa cenário nacional em encontro do MBC

O historiador e cientista político, Jorge Caldeira, deu uma aula de análise política- econômica a partir da história brasileira para os cerca de 100 participantes da reunião do Conselho Superior do MBC, no dia 26 de abril, em São Paulo. Autor do best seller Mauá: um empresário do Império (1995), História do Brasil com empreendedores (2010) e do mais recente História da riqueza no Brasil (2017), Caldeira destacou vários pontos históricos descritos em seus livros para explicar problemas atuais brasileiros.

Segundo ele, o período de grande atraso do Brasil foi o Império, quando o país ficou estagnado durante 70 anos. Para ele, o pior período econômico do Brasil. Caldeira disse que normalmente quem fala de futuro e presente são economistas, mas é fundamental saber do passado é fundamental para analisar o presente.

“A primeira República fez uma mudança muito grande”, disse. A abertura de empresas do Império precisava de uma concordância. Passava por uma análise e dependia do imperador. “Não era muito fácil abrir uma empresa”, conta. Já na República houve um avanço, a publicação de um decreto dizendo que poderia se abrir empresas sem depender de autorização do governo.

A partir disso, Caldeira destacou diversos pontos da história como a crise do petróleo, proteção do mercado interno, o isolamento econômico internacional do Brasil, a diminuição das importações e exportações. “Nos anos 80 e 90, ficamos de fora da globalização, foi muito difícil nos integrar a esse movimento”, analisou.

Assessoria de Comunicação Social do MBC